Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘sonho’

A internet prometia criar uma revolução digital que iria destruir as ditaduras, trazendo transparência às relações entre países pobres e ricos.

Em 1999, colunista do New York Times, Thomas Friedman, formulou a teoria de que a internet libertaria os oprimidos. Provavelmente ele tinha como exemplo a derrocada do consumismo, que começou com a divulgação na mídia mundial das chagas do sonho vermelho o qual, ao contrário do que pregava, era injusto e utópico.

Ele acreditava que com o advento das antenas parabólicas e da internet qualquer cidadão do mundo poderia ver, ouvir e observar qualquer muro físico. Que essa onda varreria qualquer regime que não fosse transparente e democrático; que, enfim, Cuba e China teriam uma imprensa livre.

Bom e o mal da Internet323d-shiva-destroyer-b.jpg

(mais…)

Anúncios

Read Full Post »

Hoje começa um feriado! É um feriado que começa em uma quarta e termina na outra quarta! Não é um feriado, e sim férias coletivas! Difícil empreender neste país!

Como para problemas sem solução, solucionado está! Como protesto, deixo hoje um vídeo que emociona-me. Antigo e atual. Duábil! Enjoy!

Read Full Post »

Vocês sabiam que dos 100 vídeos mais visto do Youtube apenas 2 são produzidos por agências de publicidade! Este vídeo de uma agência da Russia vale a pena!

Meu amigo Andre Chueri da AgênciaClick, enviou-me este video! Espetacular! Andre, obrigado por nos mostrar uma publicidade diferente!

Read Full Post »

Palavras escritas ficam para a eternidade! Havia perdido este texto e um dia vasculhando as prateleiras digitais. Encontro-o, li, refleti e relembreida minha 1o coluna Mundo.com! Espero que gostem!

Em uma atitude de fascinação pelo mundo.com, em novembro de 1998,durante encontro com estudantes de uma universidade em Roma, João Paulo 2º ressaltou a importância da internet, declarando: “a internet mudou um pouco o mundo e, obviamente, também um pouco a minha vida”. João Paulo 2º utilizou a internet para superar fronteiras, para um parlatório, aberto 24 horas por dia, sete dias por semana.
A falta de líderes mundiais criou um palco para o surgimento de um grande ator, de um grande personagem que faltava para o mundo. Com João Paulo 2º vimos o retorno do super-homem, ele foi o papa da globalização, tendo visitado 129 países. Ideologicamente conservador passará para a história como o papa que derrotou o comunismo e fechou o livro do socialismo utópico.
Também será reconhecido como o líder religioso que melhor soube utilizar os meios de comunicação moderna, para divulgar a mensagem da Igreja Católica. Utilizou novos mapas para divulgar antigas idéias da Igreja de 300 anos atrás.
Quando a internet ainda estava embrionária, em 1995, o site do Vaticano foi lançado em seis idiomas, incluindo o português.
Contém biografias Papais, agenda de celebrações e informações sobre o Museu do Vaticano.
Em junho de 1998, a internet foi palco do Vaticano para se criar o primeiro documento oficial em idioma chinês assinado pelo papa e transformado em site. A Igreja católica utilizou a internet para quebrar as perseguições e imposições aos cristãos, patrocinada pelo governo comunista chinês.

Um pouco depois, em agosto de 1998,o vaticano passou a transmitir, via internet, os discursos proferidos pelo papa. Quando anunciou as transmissões digitais, a Santa Fé disse que a idéia era “aumentar a presença do Vaticano no mundo moderno da comunicação”.
A força da Igreja Católica ficou nos derradeiros dias do pontífice!A internet e o Cristianismo nunca estiveram tão próximos, detalhes aparentemente irrelevantes criaram uma atmosfera de despedida.
Na sala de imprensa do Vaticano, por exemplo, o protetor de tela dos computadores diz: ”We, journalists, love John Paul II” (“Nós, jornalista amamos João Paulo II”).
No caminho da despedida, Jesus, porteiro de um prédio comercial em São Paulo, aproveitou a internet para, em um gesto de intimidade, entrar em um portal, clicar em um banner que avisa aos internautas “Deixe sua última mensagem para João Paulo II”. O cristão brasileiro clicou e escreveu: ”Obrigado por mostrar meu anjo! Antônio de Jesus – São Paulo-Brasil”.
A cerimônia fúnebre foi acompanhada por centenas de milhões de sites, da NBC norte-americana á Al Jazira árabe, passando por blogs russos, terminado pelo site oficial do governo chinês, presente, pela primeira vez, no Vaticano.
A internet também está ajudando a angariar votos para os papáveis é um dos nomes mais cotados para ser futuro papa é o do cardeal alemão Joseph Ratzinger, que possui até um fã-clube, com página na internet (www.ratzingerfanclub.com). O site divulga a biografia do cardeal, vende camisetas, bonés, canecas, bottons e outras lembranças.
Ironicamente alguns produtos são “Made in China”, um país que é contra a Igreja e na maioria das vezes utiliza trabalho semi-escravo para baratear as mercadorias, o que certamente é um contra-senso para uma entidade que se opõe á desigualdade e injustiça social. Porém, a internet é um veículo democrático, há textos de apoio e protestos, escritos com absoluta improvisação e inocência. No entanto, algumas vezes há críticas anônimas, como a que citou a célebre frase de Galileu “Adeus papa, e infeliz a terra que precisa de heróis”.
Religioso ou não, concordando ou discordando de João Paulo 2º, perdemos não apenas um líder religioso, mas um grande pacifista. Ele respondeu a célebre pergunta feita por Stalin para Roosevelt e Churchill, após a Segunda Guerra:
“Quantas divisões tem o papa? Ele não possui fuzis, tanques, navios ou aviões”. Ele só soube falar de amor, de compreensão, de justiça social e igualdade entre povos e, por tudo isso, surgiu como um super-homem.

snoopyinmydreams.gif

Read Full Post »

Várias narrativas mitológicas personificam a água!

Na obra “Homero”-  O oceano, personificação d`água que cercava a superfície da Terra, é o gerador de toda vida e possivelmente de todos os Deuses.

A água é mágica ela assume diferentes formas – gelo e vapor – Versátil e visivelmente ativa. Possui uma íntima conexão com a vida. A água está em todos os lugares no alimento, no sangue e no sêmen.

Eu amo a água e a Internet. Uma construi o velho mundo, a outra reconstrói a nova humanidade.

Será uma doce Utopia? Será que estou loucamente apaixonado pelas duas – água & Internet? Envie comentários!

equipe_2.jpg

Ps: Inspirado no livro de Anhony Gottlieb – “O Sonho da Razão.” leia é imperdível!

Read Full Post »

Meus grandes amigos Guido Orlando (Voit) e Gilberto Pavone (Coolhunter) organizamos um café da manhã digital para discutir o Second Life. Os principais cerebros do marketing das instituições de ensino tomaram um café da manhã digital conosco: Sandra Turchi, da FGV, Emmanuel Publio Dias e Renata Famelli, ambos da ESPM, Marta Magalhães do IBMEC São Paulo e Roberto Sagot, da Fundação Dom Cabral.

Clique aqui e ouça agora as opiniões dos convidados e tire suas conclusões sobre o Second Life.

A opinião quase inânime é a de que o Second Life, apesar de ser considerado inovador, na verdade não vem obtendo todo o sucesso que aparenta devido a vários fatores. Um deles é o baixo número de usuários conectados simultaneamente nos horários de pico, em torno de 30 e 40 mil pessoas. Outro é quanto “à baixa qualidade dos gráficos e a precariedade de movimento dos avatares”.

Ah, eles prometem fazer o movimento da Universidade Solidária e todas as 5 grandes realizarão um aula no metaverso! Quem viver verá!

morph.gifmorph.gifmorph.gif

Ps: Sandra, Renata, Marta, Guido, Gilberto Pavone, Emmanuel e Sagot beijo no coração 😉

Read Full Post »

filmes_asas_0.jpgange-02.jpghindu.gif

A internet confunde os limites da vida dentro e fora da rede, è como um grande palco de teatro de espelhos, onde o tímido se torna extrovertido, o calmo se torna visceral, o rude se torna romântico. No mundo.com, pessoas criam identidades imaginarias e passam horas, dias e anos nessa vida paralela.
Em “Até o fim do Mundo”, de Wim Wenders, o ser humano fica viciado numa tecnologia que mostra, no vídeo, imagens de seus sonhos. Em “Matrix”, os irmãos Wachowski pintam um futuro no qual somos todos parte de uma realidade virtual. Em AI – Inteligência Artificial, de Steven Spielberg, uma mulher luta por David, o menino robô programado para amá-la. Tudo isso faz parte da nossa cultura narcisista, acelerada, solidária e imediatista. O problema clássico do narcisista envolve a solidão e o medo da intimidade. Segundo esse ponto de vista, criamos com o computador um, objeto muito poderoso, um objeto que nos da à ilusão de companhia sem exigências da intimidade, uma extensão do próprio ser. A vida em rede da uma nova dimensão ao poder do velho ursinho de pelúcia ou da fraldinha de estimação. Permite ao indivíduo ser solidário sem jamais estar sozinho. São dezenas de amigos, no seu Inbox, no seu Messenger ou no seu Facebook, Myspeace ou SecondLife… ufa …

Ciberespaço é um palco novo exótico, um instrumento de auto – reflexão, uma espécie de espelho para encenar conflitos pendentes, para exercitar dificuldades pessoais, para superar problemas graves, utilizando os recursos do ciber- socialização.

Permite ao individuo ser solidário sem jamais estar sozinho. A internet nos permite conhecer ninguém profundamente. Pois o Mundo.com está fazendo milhares de pessoas abandonarem suas vidas sociais reais, por horas on-line.

Desta forma, não permitindo a esses indivíduos encontrarem velhos amigos, familiares ou um grande amor. Ou seja, poderão não aprender o que significa falar com o outro ser humano três palavras mágicas “Eu te amo”.

Vem cá, me responde uma coisa! Transar virtualmente com uma desconhecida, do outro lado do mundo no Second Life? É infidelidade com sua namorada ou marido? Não sei responder e você?

bear.gif

(mais…)

Read Full Post »

Older Posts »