Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘media’

Read Full Post »

Na próxima quarta-feira (15), palestro na Escola São Paulo o curso “Humanidade 2.0 e Inovação Digital”

O curso vai discutir os critérios da Web 3.0 e da Humanidade 2.0 Serão explorados diversos aspectos da utilização da web nessa nova fase de empreendedorismo, bem como as mudanças nos conceitos de relacionamento com clientes, mostrando a importância desta ferramenta nesse processo.

Curso Humanidade 2.0 e Inovação Digital
Data: 15 de agosto de 2007
Horário: das 19h30 às 22 horas
Local: Escola São Paulo – R. Augusta 2239, São Paulo – SP
Informações: (11) 3091-0364

banner-institucional-03-07.jpgbanner-institucional-03-07.jpgbanner-institucional-03-07.jpgbanner-institucional-03-07.jpgbanner-institucional-03-07.jpgbanner-institucional-03-07.jpg

Read Full Post »

andywarhol.png

Ah, lembro de você! Você não ajudou a fundar a “Associação aberta de contadores de histórias na Internet”? Encontrei você no “Sindicato mundial de jornalistas amadores” ou no “Conselho universal de repórteres nas horas vagas”? Você não é sócio benemérito do “Conselho dos desesperados por só um pouquinho de fama”?

Hei você! Sim, você mesmo. Você que está lendo essas linhas! Reconheci você! Eu não te vi na capa da Revista TIME? Você não foi eleito a personalidade do ano em 2006? Junto com todos os seres humanos que contribuem com conteúdo digital?

Sim, sim já li seu Blog, você paga suas contas no Internet banking, vi suas fotos no Flickr, te vi na Second Life, compartilhei arquivos com você no My Space!

Você também está sofrendo de virtualização e tribalização? Você já passou horas em uma vida paralela em um jogo digital visitando uma praia de Hedonismo no Caribe? Ou usou um nickname diferente em alguma comunidade digital? Bem vindo a Web 2.0!

Acabou a Era da Informação, seja bem vindo a Era da Participação. Ou se preferir, você pode falar que é da “Geração C – A geração do conteúdo, comunidade, colaboração nunca visto.” Simplificando é a “Era de todo mundo para todo mundo.”.

(mais…)

Read Full Post »

Jean Paul Sartre, o célebre filósofo francês escreveu nos meados do século passado: “As pessoas lêem, porque um dia desejarão escrever.” Nunca uma profecia foi tão real. Um Blog e meio criado a cada segundo, ou seja, 50 milhões de Blogs inventados no último quadrimestre de 2007. Bem vindos a Web 2.0!

Há quase um ano meu amigo e sócio Augusto Camargo, voltou da conferência web 2.0 de Tim O’Relly (o profissional que cunhou o conceito Web 2.0).

Escrevi um artigo, ao qual vocês lerão abaixo! Nunca recebi tantos comentários – positivos e negativos – muito radicalismo nas críticas, sou contra qualquer forma de radicalismo.

Hoje, entendo que a web 2.0 não é a apenas uma onda e uma evolução da nossa querida web. E hoje, entendo que aqueles que tanto criticaram e agoram palestram sobre o tema! Estavam com medo da mudança e resolveram se agarrar ao passado e quando perceberam que era agarrar ou morrer se reinventaram! Que belo e nobre Mundo.com 😉

Web 2.0 – Polêmica ou Novidade

Pode ser apenas novos aplicativos de cores, minimalismo, design ou fontes?
Será uma avalanche de novos nomes e jargões como folksonomia,
etnographia digital, flickr, del.icio.us, wikipedia, digg ou webblog?
Ou um buzzword, novo modismo batizado de Web 2.0?

Para mim, é a coisa mais extraordinária, desde o advento da revolução industrial. Estamos vivendo e reescrevendo as novas tendências tecnológicas, econômicas e sociais, usando a Web 2.0 como o maior palco de participação e compartilhamento já visto na história da humanidade.

A mudança está intimamente ligada à forma como as pessoas passam a se relacionar com o mundo e, particularmente, com as marcas. É o momento de repensarmos direitos autorais, ética, privacidade, comércio, relações humanas e nós mesmos, os indivíduos digitais.

A Internet, em sua primeira onda, foi desbravada primeiramente pelos militares. Na segunda onda, foi escravizada pelos investidores de Wall Street e as grandes marcas globais. Os usuários eram simplesmente leitores e consumidores.

Na terceira onda – chamada de Web 2.0 – o poder está em nossas mãos, produzimos conteúdo e disponibilizamos na rede. Três verbos regem nossas mentes: Produzir, Receber e Propagar.

catcratch.gif

Na Web 2.0, você avalia e comenta notícias, seleciona os assuntos de seu interesse, colabora na geração e alteração de conteúdo, participa de comunidade, classifica e indica os produtos. E isto é apenas o começo.

Ah, e você não sabe o porquê? Um bilhão de pessoas com acesso a Internet em todo mundo; Dois bilhões de pessoas conectadas através de celulares; Até o final de 2007, 50% das pessoas conectadas utilizarão banda larga; e-Bay negociou 8 bilhões de dólares em 2007. O que você esta fazendo sobre isto?

(mais…)

Read Full Post »

O primeiro, melhor e único Prêmio da Web 2.0 😉

Vale uma navegada 20-awards.jpg

Read Full Post »

Você se lembra do segundo do Cubismo e do Surrelismo? Ou você , se lembra apenas de Salvador Dali e de Picasso?
As vanguardas são discriminadas, mas no final elas mudam e ficam para a história. Pois neste mundo imediatista, estamos sem tempo para perdedores.
Então lembre-se o cyberespaço é um local onde as ruas não tem nomes.

A inovação não é toda história, mas é uma grande história.

quem-eh-esse.gifquem-eh-esse.gifquem-eh-esse.gifquem-eh-esse.gifquem-eh-esse.gifquem-eh-esse.gif

Read Full Post »

Segundo a lenda grega, Prometeu criou o homem de argila e roubou a chama sagrada de Hélio (Deus Sol) para dar-lhe o sopro da vida. O intuito era criar um ser que ajudaria a cuidar de sua mãe Gáia (Terra).

* muitas pessoas já assistiram mas sempre vale a pena!

Por ordem de Zeus, Prometeu foi preso e condenado a ficar acorrentado no alto de uma montanha, onde todos os dias um corvo gigante vem comer-lhe as vísceras que são regeneradas à noite, ficando fadado a sentir dores por toda eternidade. Antes, porém, ele deixou uma caixa contendo todos os males que poderiam atormentar o homem com seu irmão Epmeteu, pedindo-lhe que não deixasse ninguém se aproximar dela. Os homens começaram a desvastar a Terra e, a fim de castigá-los, os deuses reuniram-se e criaram a primeira mulher, a qual foi batizada como Pandora e incumbida de seduzir Epmeteu e abrir a caixa. Naquela época os deuses ainda não moravam no Olimpo mas em cavernas. Epmeteu colocara duas gaiolas com gralhas no fundo da caverna e a caixa entre elas. Caso alguém se aproximasse, as gralhas fariam um barulho insuportável, alertando Epmeteu. Seduzindo-o, Pandora conseguiu convencê-lo a tirar as gralhas da caverna sob o pretexto de que tinha medo delas. Após terem se amado, Epmeteu caiu em sono profundo. Pandora foi até a caixa e a abriu: um vortéx de males tais como mentira, doenças, inveja, velhice, guerra e morte saíram da caixa de forma tão assustadora que ela teve medo e fechou antes que saisse a última delas: o mal que acaba com a esperança.

duckheader.jpg

Read Full Post »

Older Posts »