Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘digital’

Hugh Hewitt, autor do livro – Blogs, entenda esta revolução! Escreveu um belo livro, porém radical. Sou contra radicalismo, mas lendo sem o ardor da paixão, as considerações dele são reflexivas, para o momento da nossa humanidade.

Trago a você – os melhores momentos do livro – na minha humilde opinião! Logo no inicio Hugh, afirma que leitores de blogs “Querem mais do que oferecem a televisão, o rádio e os jornais … estes novos leitores não desejam os editoriais esquecidos de rabugentos lamentavelmente tendenciosos e cada vez mais irrelevantes como os editores do Los Angeles Times.” Radical!

Afirma que “A vida é hábito e milhões de pessoas estão, mais uma vez, mudando de hábitos no que diz à respeito obtenção de informação.”

Escreve, que o novo mundo é baseado em confiança e explica como mídia hegemônica perdeu essa confiança e como a nova mídia a está conquistando. Milhões e milhões de palavras sendo escritas e lidas por indivíduos com pouca ou nenhuma ligação com a velha mídia”. Hugh, fala dos internet boomers, lembra?

Contudentemente declara “A atenção das pessoas está disponível. A confiança está transferida.O segredo é a rapidez. Se a televisão afeta a sua vida, a blogosfera também o fará, e provavelmente já afetou. Como ninguém tem tempo para entender tudo, precisamos confiar em intermediários, então elege-se blogs. Para o leitor não  custa nada, a não ser tempo.” Convenhamos tempo, é a coisa mais escassa da sociedade imediatista, não?

Ele profetiza: A circulação dos jornais não irá desaparecer, mas irá declinar, e muitas seções dos jornais deixarão de ser lidas. O café da manhã será tomado pelos casais não com um jornal, mas com um laptop. Discordo, porém respeito 😉

Acrescenta o fato de que a mídia hegêmonica vende notícia equivalentes a pão amanhecido – ou no caso de Time e Newsweek, pão de uma semana. Enxergo aqui, uma raiva ensandecida

Sarcasticamente Hewitt espeta, “Ser CEO da tribune Company hoje é quase como ser bispo mais importante da Alemanha quando Lutero começou a martelar suas teses na porta da catedral de Wittenberg” e profetiza, a internet criou a expectativa de que as empresas jornalísticas podem ser questionadas.

Aqui fica algumas questões:

Será que a transparência radical chegará nas mídias criadas há  alguns séculos?

Será que a internet não cometerá os mesmos erros das outras mídias?

Será que Hewitt não gostaria de ser um CEO de uma empresa de mídia hegemônica?

 

 

Read Full Post »

Palestrar e dar aulas, é uma das minhas grandes paixões (Sou apaixonadissimo também pela {{ Permission e minha equipe – eita equipe boa).

Quando compreendo que ajudei alguém a ter um olhar diferente, uma esperança ou uma visão inovadora! É um grande prêmio! Ser um educador é fazer pontes!

Pestalozzi afirmou que “Deus fica perto de onde as pessoas demonstram amor umas às outras.” Socrátes pregou que “Existe apenas um bem, o saber, e apenas um mal, a ignorância.” Ensinar com amor 😉

Na minha turma da ESPM de Inovação digital, tenho três alunos que deixaram suas cidades, largaram empregos, familia e estão em São Paulo fazendo este curso para se reinventarem para conquistarem novos caminhos e já disseram vão ficar aqui em São Paulo! \

Thiago, um economista de São José do Rio Preto, largou tudo e deseja ser um inovador digital, Tony um analista de sistema, será um grande criativo digital e Bianchini, um carioca gente finissima será um especialista em midias sociais e serão! Quanta responsabilidade dar aulas para estes seres inventivos, não acha?

E esses dias, recebo um CV 2.0, emociono-me! Evidentemente, quando ele usa a palavra Guru – carregou na tinta ; -) brilhou meus olhos, emocionou-me! Então abri uma campanha gigante para fazer com que estes quatros alunos, amigos, inquietos espiritos venham para a economia digital! Chamem eles para uma entrevista! 😉 

Veja o CV 2.0 no youtube

Read Full Post »

A internet prometia criar uma revolução digital que iria destruir as ditaduras, trazendo transparência às relações entre países pobres e ricos.

Em 1999, colunista do New York Times, Thomas Friedman, formulou a teoria de que a internet libertaria os oprimidos. Provavelmente ele tinha como exemplo a derrocada do consumismo, que começou com a divulgação na mídia mundial das chagas do sonho vermelho o qual, ao contrário do que pregava, era injusto e utópico.

Ele acreditava que com o advento das antenas parabólicas e da internet qualquer cidadão do mundo poderia ver, ouvir e observar qualquer muro físico. Que essa onda varreria qualquer regime que não fosse transparente e democrático; que, enfim, Cuba e China teriam uma imprensa livre.

Bom e o mal da Internet323d-shiva-destroyer-b.jpg

(mais…)

Read Full Post »

A nova arte
Dan Franck no livro “Os boêmios” descreveu Paris do ínicio do século passado como a capital do mundo das artes, nas calçadas de Montparnasse e Montmartre a arte moderna foi inventada e posicionou-nos que a arte está além dos poblemas da ordem e dos costumes.
A Arte nasceu para chocar, para fazer o homem repensar sua humanidade. O pintor Kandinsky um dia disse a Arte é filha do seu tempo! Em tempos de guerras ao vivo, meninas colocadas em celas com adultos, é difícil para um artista chocar!
O que mais choca a queda do WTC em NY, pessoas ensangüentadas no metro de Londres ou uma instalação de um artista? Observe que o tema da próxima Bienal de São Paulo é o vazio. O Saguão de exposição ficará inteiramente vazio! Isto é o reflexo de nosso mundo e do momento da arte!
Porém no cyberespaço surge centenas de artista a cada dia e um deles chamou a atenção do mundo e da revista wired!

É o artista Japones e seu site Pallia, traduziu nossa sociedade imediatista na nova arte!

pallialink.jpg

Read Full Post »

Por que eu preciso de um celular com 4.098 cores? Por que eu preciso de um mp3 que armazena 40.000 músicas, se não tenho tempo para escutar um CD inteiro? por que tanta histeria em volta do iphone? Você se tornou um zumbi digital?

Read Full Post »