Feeds:
Posts
Comentários

Archive for the ‘Redes sociais’ Category

“Você lê primeiro no meu novo blog, vai lá clique aqui“

De repente algo vira moda ou uma pessoa cria fama! O livro Harry Potter tornou-se um fenômeno quando uma garotinha inglesa, fez uma resenha sobre o livro em uma pequena rede social para adolescentes! O que fez pessoas a se organizarem e sairem as ruas no Irã? Porque um técnico de futebol e seu twitter ghostwritter é seguido por torcedores de todos os times?

Musica, literatura, celebridades, culinária não precisam mais de um crítico ou uma voz! Na verdade antes os fenômenos era gerados pela grande mídia, agora a grande mídia é guiada pelas redes sociais! Madonna é famosa pelo seu talento, ou por pitadas de sorte?

Observe o BBB10! Lá existe o Sr Orgastic um famoso no fotolog, a @Twittess famosa no microblogging e a dançarina Lia Key e seu vídeo visto por quase 2,5 milhões de pessoas, intitulado Rebolation. Sim, vivemos a era da instantaneidade, da sociedade imediatista e dos 15 segundos de fama!

Pesquisadores da democracia das redes sociais, pesquisam como a internet potencializou o comportamento das ovelhas, ou seja pensamentos únicos!

Linhas acadêmicas como GroupThink são as fronteiras do conhecimento da comunicação social nesta era! O sociólogo Robert Merton foi o primeiro a estudar o comportamento em rede com este enfoque e em 1949 cunhou o termo “profecia auto-realizável” com nuances de sociologia da ciênciacomunicação de massagrupo de referência.

Duncan Watts (autor do livro “Six Degrees: The Science of a Connected Age” – e  Matthew Salganik cientistas do Yahoo! e da Universidade de Columbia fizeram um experimento com 12.900 pessoas:

– Criaram um site para baixar músicas

– Colocaram 48 músicas desconhecidas

– Pediram para os pesquisados escutarem e darem notas para as músicas

– Todos poderiam ver o ranking das músicas

O resultado? 50% do resultado comprovou que as músicas mais baixadas eram por critérios de qualidade e gosto musical e 50% pela pressão social, ou seja sorte!

Resumindo: Madonna poderia estar trabalhando como garçonete!

E você, vai correr em bando como fazem as lindas ovelhas? Ou ser como os gatos independentes, jogando bolos na cahorrada? 😉 Pense!

Como escreveu Clive Thompson na revista wired “Será emocionante perceber em “múltiplos mundos” como evitaremos uma corrida para sacar dinheiro no banco, que a sociedade acredita que irá falir, evitar o colapso de uma moeda ou deixar de criar Ícones da idiocrascia. Como?

Estes assuntos você poderá discutir na 6º Edição do curso de “Ações inovadoras em comunicação digital” na ESPM. Veja detalhes aqui! Te Espero lá! 😉

Inpirado pelo em Clive Thompson da Revista Wired no artigo intitulado “How Group Think rules What we like”

Read Full Post »

Ja faz algum tempo, porem este video nunca foi tao atual! Enjoy!

Limitadores de seres humanos

Read Full Post »

Burro Pepper no twitterEles conseguiram, tem jogo de futebol todo dia! Tem muita gente parando tudo as quartas e domingos para assistir futebol! Tudo bem, né! Para que se preocupar com nossas mazelas, com a corrupção, com a falta de educação! Vamos vibrar com os dribles, vamos gritar nos gols, vamos xingar a mãe do técnico de burro! Afinal de contas somos o país do futebol e o país da TV!

Mas eu sou inconformado, quando vejo que o técnico do Corinthians Mano Menezes, foi considerado por um Jornal Britânico como uma das dez personalidades a serem seguidas no Twitter. Fico reticente! 

Mas como bons Britânicos – são sarcásticos -, o Daily Telegraph recomendou os leitores  também seguirem o “Pepper” (um simpático burrinho espanhol, muito divertido, relações públicas e comedor de grama de um hotel em Malorca”) São uns sarcásticos da idiocracia! Sensacional rsrs #prontofalei

Outros eleitos: 

O roteirista e comediante britânico Stephen Fry (alçado à condição de “quintessência da sabedoria”, segundo o jornal);

O ator norte-americano Ashton Kutcher (“a pessoa mais popular do Twitter”);

O blogueiro iraquiano Salam Pax (pelas discussões relativas ao Oriente Médio);

A rainha Rania da Jordânia (devido ao “surpreendente mundo normal de uma família real”);

O ator de Bollywood Shahid Kapoor, da Índia;

O francês Monsieur Dream (pela “rotina ocupada” do jovem);

O australiano Problogger (devido aos comentários céticos sobre mídias sociais);

E o grupo irlandês The Real Boyzone (graças às fofocas da boyband).

Vai lá no meu Twitter, tem bastante gente legal para você seguir também 😉 Ou então, engaje-se e siga o Twitter #Fora Sarney


twitter e o Burro

Read Full Post »

A festa digital

No ínicio era apenas um!

Chamaram-o de louco!

Era monocromático ninguém entendia!

Depois apareceu um segundo, desconhecido porém feliz! Começava uma revolução!

Vai ficar de fora? corre!

 

Porém quando começou a festa para a grande maioria, mas para alguns era apenas ressaca!

Enviado pelos meus brilhantes alunos do curso Ações Inovadoras @angelochaves que assistiu no Setin Godin

e #suelieiko que assistiu no Adnews

Read Full Post »

Eu acho ele espetacular, visonário e acaba de lançar um novo livro “Onipresente” coloca luz sobre os novos caminhos da comunicação. O novo trabalho de Ricardo Cavallini! Imperdível!

André Telles, foi o primeiro Brasileiro a escrever sobre o fenomeno do Orkut no Brasil e agora acaba de lançar o excelente “Geração Digital” ao qual ganhei um autografado. Obrigado 😉 

Martha Gabriel, acrescentou e repensou em seu excelente livro Marketing de Busca na Web” lançamento dia 25.06. Vai lá pegar um autografo e ver o sorriso radiante da Martha 😉

O inquieto Indio Brasileiro e Ricardo Almeida lançaram o Clube de Autores vai ajudar a literatura Brasileira, agora ficou fácil lançar seu livro! E ai, cadê?

Ou seja, pare de comprar só livros de americanos tem muita coisa boa Brasileira! 😉

Vai ficar vendo o tempo passar?

Read Full Post »

Socialismo digital

A Revista Wired escreveu “A frenética corrida global para conectar todos, todo o tempo todo, está calmamente dando origem a uma versão revista do socialismo” Desta vez, sem ditadores sanguinários!

Open source é  libertário? Web 2.0 é libertador? Democracia das redes sociais retira a opressão do mundo?

No ínicio era a Wikipedia e sua revolução Francesa digital, mas na multiplicação colaborativa nascem sites como Digg, StumbleUpon,Wetpaint, Hype Machine, e Twine, um exemplo notável de um coletivismo-emergente, uma nova forma de valorizar a ação comunitária e uma espécie de socialismo digital.

Embora a antiga escola socialiasta foi um braço do Estado, socialismo  digital é o socialismo sem estado.

No socialismo antigo o ser humano era uma peça de manobra, no socialismo digital somos o motor da inovação!

Uma nova cultura e economia, a nova propriedade coletiva, descentralização extrema!

Sai as fazendas e fabricas coletivas. Entram as redes scoiais!

Sai as brocas, picaretas e pás, entram apps, scripts, e API.

Inovaçao em massa sunstitui a produção em massa! Todos com o objetivo de construir uma adorável mundo novo!

No final dos anos 90, ativista, provocador, John Barlow começou a chamar esse movimento, de “dot-comunismo.” Ele é definido como “uma obra composta inteiramente livre de agentes,” um dom descentralizado uma permuta economica onde não há propriedade e arquitetura definindo o espaço politico! A tão sonhada humanidade sem barrerira geográficas!

Não é uma ideologia, é um espectro de atitudes, técnicas e ferramentas que promovam a colaboração, partilha, compartilhamento! Um espaço particularmente fértil para a inovação.

Camarada, contamos com você!

 Redefinindo o mundo!

Read Full Post »

Leia jornalQuando eu era criança, todos os dias meu pai tomava café comigo lendo seu jornal e comentando as noticias e falava “Filho, leia jornal! Você enxergará o mundo de outra maneira.” 

Quando cresci um pouco mais, achei que a internet era tudo e preguei o fim do jornal! Coisas de um jovem petulante! 

Quando cresci mais um pouco,  cuidei durante cinco anos da presença digital do Jornal Valor Economico e o adversário a ser batido era a Gazeta Mercantil!

Hoje, com um pitada de tristeza, saudosismo e sentimento de culpa escrevi um artigo para a Gazeta Mercantil intitulado “Sobre o fim de um jornal” tentando jogar uma luz sobre as grandes questões nestes tempos exponenciais! Sim, hoje é a última edição da Gazeta!

Vivemos o fim de uma era?

Na transição para o capitalismo criativo este é o preço a ser pago?

O fim do jornal não é preocupante para nossa nação?

Quem endosará uma boa novidade para a humanidade?

Quem nos explicará o improvável?

Em tempos exponenciais, sera que noticias de até 140 caracteres no twitter formará uma humanidade pensante ou apenas superficial? 

A “Associação aberta de contadores de histórias na Internet”, o “Sindicato mundial de jornalistas amadores”, o “Conselho universal de repórteres nas horas vagas” e o “Conselho dos desesperados por só um pouquinho de fama” nos trará a democracia da informação ou apenas uma idiocracia irritante?

Vivemos o apogeu da sociedade “não me venha com fatos novos, já tenho as minhas idéias formadas?”

Será que estamos construindo um novo mundo destruindo o que era bom? 

“Um bom jornal é a nação falando com ela mesma” como disse o ganhador do Pulitzer Arthur Miller. Nossa nação ficou de uma certa maneira muda?

Cada onda bárbara que chegava aos portões de Roma declarava que estava fazendo um novo mundo? Será!

Uma certeza eu tenho, o jornal como conhecemos acabará! O modelo se esgotou! Algo novo surgirá! Aguardem!

Ps: Fica aqui meus votos para que todos os funcionários da Gazeta Mercantil, encontrem logo um novo espaço para trabalharem! Meu muito obrigado a Gazeta por me dar a honra de singelamente apagar as luzes!

Ao grande amigo Clayton Melo, editor de Publicidade do jornal, ele continuará compartilhando sua genialidade no excelente blog Ponto de Fuga, acredite a vanguarda passa por lá! Aliás, será que há anos atrás quando ele bolou o Ponto de Fuga ele previu o futuro! Será?

Ps: Leia o artigo na integra! na continuação do post! O site foi retirado do ar!

O fim de uma era

(mais…)

Read Full Post »

Older Posts »