Feeds:
Posts
Comentários

Archive for fevereiro \12\UTC 2010

“Você lê primeiro no meu novo blog, vai lá clique aqui“

De repente algo vira moda ou uma pessoa cria fama! O livro Harry Potter tornou-se um fenômeno quando uma garotinha inglesa, fez uma resenha sobre o livro em uma pequena rede social para adolescentes! O que fez pessoas a se organizarem e sairem as ruas no Irã? Porque um técnico de futebol e seu twitter ghostwritter é seguido por torcedores de todos os times?

Musica, literatura, celebridades, culinária não precisam mais de um crítico ou uma voz! Na verdade antes os fenômenos era gerados pela grande mídia, agora a grande mídia é guiada pelas redes sociais! Madonna é famosa pelo seu talento, ou por pitadas de sorte?

Observe o BBB10! Lá existe o Sr Orgastic um famoso no fotolog, a @Twittess famosa no microblogging e a dançarina Lia Key e seu vídeo visto por quase 2,5 milhões de pessoas, intitulado Rebolation. Sim, vivemos a era da instantaneidade, da sociedade imediatista e dos 15 segundos de fama!

Pesquisadores da democracia das redes sociais, pesquisam como a internet potencializou o comportamento das ovelhas, ou seja pensamentos únicos!

Linhas acadêmicas como GroupThink são as fronteiras do conhecimento da comunicação social nesta era! O sociólogo Robert Merton foi o primeiro a estudar o comportamento em rede com este enfoque e em 1949 cunhou o termo “profecia auto-realizável” com nuances de sociologia da ciênciacomunicação de massagrupo de referência.

Duncan Watts (autor do livro “Six Degrees: The Science of a Connected Age” – e  Matthew Salganik cientistas do Yahoo! e da Universidade de Columbia fizeram um experimento com 12.900 pessoas:

– Criaram um site para baixar músicas

– Colocaram 48 músicas desconhecidas

– Pediram para os pesquisados escutarem e darem notas para as músicas

– Todos poderiam ver o ranking das músicas

O resultado? 50% do resultado comprovou que as músicas mais baixadas eram por critérios de qualidade e gosto musical e 50% pela pressão social, ou seja sorte!

Resumindo: Madonna poderia estar trabalhando como garçonete!

E você, vai correr em bando como fazem as lindas ovelhas? Ou ser como os gatos independentes, jogando bolos na cahorrada? 😉 Pense!

Como escreveu Clive Thompson na revista wired “Será emocionante perceber em “múltiplos mundos” como evitaremos uma corrida para sacar dinheiro no banco, que a sociedade acredita que irá falir, evitar o colapso de uma moeda ou deixar de criar Ícones da idiocrascia. Como?

Estes assuntos você poderá discutir na 6º Edição do curso de “Ações inovadoras em comunicação digital” na ESPM. Veja detalhes aqui! Te Espero lá! 😉

Inpirado pelo em Clive Thompson da Revista Wired no artigo intitulado “How Group Think rules What we like”

Anúncios

Read Full Post »

Em Outubro do ano passado, todas as sexta eu embarcava para Porto Alegre! Para Passar um dia inteiro com inventivos criativos da “Escola de criação da ESPM de Porto Alegre”

A colaboradora do blog da Escola de criação Luiza Piffero, fez uma cobertura de como foi a minha primeira aula ao qual reproduzo abaixo!

Fica a dica e vá lá no excelente blog da escola e descubra as inovações da publicidade mundial, clique aqui.

Se você quiser fazer este curso em São Paulo, em 9 aulas abriremos a sua cabeça na 6º Edição do Ações inovadoras na ESPM de São Paulo, começa dia 09 de Março, Veja a programação aqui!

Entrevista para o Blog da Escola de Criação.

Uma aula com Gil Giardelli é como navegar pela internet, mas com a melhor bússola possível. Ele vai conduzindo os alunos por dezenas de sites  numa progressão ordenada que, ao fim, somente convence todos de que o potencial da web é mesmo incrível. No último sábado, Gil – referência neste assunto no Brasil – inaugurou o curso  Ações Inovadoras em Comunicação Digital.

Um aspecto interessante da aula de Gil são as relações que ele traça entre o presente e o passado. “A wikipedia é a revolução francesa pura”, opina ele, “lá todos colaboram sem se preocupar em obter qualquer crédito”. A internet, de certa forma, é a promessa do socialismo: ela dilui as diferenças, fomenta a igualdade.
A marca de Gil é o bom humor ao passar o conteúdoA marca de Gil é muito senso de humor ao repassar o conteúdo

Segundo Gil, estamos na era do empreendedorismo digital. Neste contexto, quem ganha dinheiro na internet é quem vende inteligência. É o tal do “capitalismo criativo”. Ele dá outra dica: quando a internet está envolvida, a melhor coisa que as empresas têm a fazer é adotar a transparência radical. “Não adianta ir contra ou silenciar, temos que ser transparentes e assumir os erros rapidamente”, esclarece o professor.

Em certos momentos, a aula parecia um fórum; Gil mandava provocações aos alunos e eles rebatiam com exemplos de suas próprias empresas. Ângela Puccinelli, proprietária da editora Fábrica de Leitura era uma das alunas mais participativas. “Eu uso várias redes sociais, mas preciso me profissionalizar. Quero turbinar a minha empresa e me conectar com muita gente”, explica ela.

Em sua primeira aula, Gil discorreu principalmente sobre redes sociais e o poder delas. “Povoem as redes sociais! O objetivo desse curso é fazer com que vocês enxerguem um mundo diferente e participem dele”, incentivou, com o entusiasmo de sempre. Por sinal, em breve ele vai criar uma rede social para a turma trocar conhecimentos.
Prolixo, Gil discorre sobre o poder das mídias sociaisGil, discorre sobre o poder das mídias sociais.

A aula de Gil teve tantas referências que Adriana Araújo, profissional da área de marketing, abordou o professor e desabafou: “Assim eu vou ter uma taquicardia!” Se você perdeu essa aula, aí vai uma pequena amostra das redes sociais citadas por Gil:

www.ning.com
“É tão importante para a economia digital quanto as ferrovias foram na revolução industrial.”

www.elo7.com.br
“É uma comunidade de artesãos profissionais. Ser entrevistado por esse site dá ao artesão o mesmo endosso que um empresário teria ao aparecer na Exame.”

http://www.ether.com
“Uma rede que parte do princípio de que todo mundo domina um assunto, pode dar consultoria sobre ele e ainda ganhar dinheiro com isso.”

Mais sobre o Gil no blog:

>>>A internet à seu dispor

>>>>capitalismo criativo e a democracia das redes”

>>>>>Gil fala da transparência radical da internet

>>>>>>>Gil Giardelli e o mundo dos hiperlinks

Fotos por Alexandre Raupp.

Anny Baggiotto e e quipe foi uma honra, muito obrigado! :)

Read Full Post »