Feeds:
Posts
Comentários

Archive for setembro \27\UTC 2008

Essa semana, em reunião com brilhantes executivos, escutei duas frases … humm … achei elas emblemáticas!

Gil, nós somos jurássicos, tiranoussauro rex! Mas somos uns tiranossauros inconformados! E iremos entender o novo mundo digital!”

Grandes, novos amigos ajudaremos vocês! 😉

“As vezes, Gil! Eu penso que se hoje, eu não entendi nada sobre o mundo digital! Não tem problemas, porque amanhã mudará!

Será? Frase de um executivo, amigo, angustiado e imediatista 😉

 

Read Full Post »

Em excelente artigo “GO Home, Chicago Boys” Hazel Henderson, presidente da Ethical Markets Media, constatou que com o fim de “Wall Street” a humanidade viu ruir a doutrina de Milton Friedman (1912-2006)  da Universidade de Chicago, que elevou a condição de filosofia moral, que a ganância, egoísmo, individualismo e “curto-prazismo” como pilastras da liberdade e democracia! Pode? ;(

 Milton Friedman, pregava que o único – vou repetir – o único – propósito das empresas e corporações privadas é ganhar o máximo de dinheiro possível para seus acionistas. Ele achava uma grande idiotice o conceito de empresa cidadã! Pode? ;(

Hanzel proclamou “A verdade foi escancarada: não existe mão invisível.”Felipe González ex-primeiro-ministro da Espanha, colocou mais pimenta e constatou que “acabou a crença amplamente difundida de que o mercado resolve tudo, e sem nenhuma ajuda. Ou seja, a teoria dominante desde os anos 90 do “mercado onipotente” e seu repúdio fundamentalista à intervenção reguladora”

              Percebe, que é o fim do “individualismo duro”!                                   Thank God! Chicago Boy, go home!                           O mundo não precisa mais deste pensamento!

 

Por sorte da humanidade, e “a revolução dos computadores” e a Democracia das Redes Sociais, sepultou este dogma visceral! As empresas devem se preocupar com riscos sociais, um mundo mais justo, o meio ambiente, ou seja todo o ecosistema da humanidade, que na visão míope de Friedman e seus chicagos Boys só pensavam no lucro – a qualquer custo –

A Máquina do Juízo Final financeira, sem querer – ou não – construirá uma Humanidade onde não apenas os especuladores, serão festejados e talvez agora aquele bom homem que faz o bem! Terá espaço neste novo capitalismo!

Será que vivemos uma nova humanidade?

Read Full Post »

Porque algumas novas empresas “pontocom” valem mais do que empresas farmacêuticas com mais de um século de inovação?

A economia enlouqueceu ou é insolência digital?

 

Read Full Post »

Qualquer processo de inovação, passa por sete fasesPrecursor, Invenção, desenvolvimento, maturidade, pretendentes, obsolêscência e antiguidade!

“Sonhadores/precursores” a utopia nasce! Da Vinci Sonhava com algo similar a aviões! A fase seguinte é a “invenção” – Santos Dumont, a terceira fase é o “desenvolvimento”, seguido pela “maturidade”. A quinta fase é “pretendentes” (Os amantes da inovação, nesta fase, acreditam que nada melhor irá nascer) A sexta fase é a “Obsolêscência” é a fase da velhice e declínio! A fase final – o peregeu – é a “antiguidade”!

Convenci-me que a publicidade tradicional está entre a obsolêscência e a antiguidade! Mesmo quando muitos cegos, acreditam estar ma fase dos pretendentes. Explico;

A convite do meu grande amigo PsCarneiro, fui assisitir ao Cannes After. Mediado pelo brilhante Marcelo Queiroz do Jornal Propaganda e Marketing.

O bate papo começa com a pergunta: Porque o Brasil ganhou poucos – pouquissimos – Leões em cannes?

Algumas percepções:

{{ Enquanto entre 70% a 80% do dinheiro que circula na mídia nacional, passar pelas organizações Globo, temos um péssimo monopólio que ceifa as idéias criativas na convergência?

{{ Temos que repensar a questão BV no Brasil?

{{ Nossa publicidade não sabe fazer integração de mídias?

Um participante falou que temos que reinventar a comunicação! Falou que o  mundo mudou, que quando ele era criança assistia os Trapalhões e todos os comerciais. Hoje, ele tem centenas de canais e o seu controle remoto!

Para outra debatedora, Cannes deixou o seguinte recado: “A velha propaganda faliu, Cannes, precisa se reinventar! A Publicidade tradicional precisa parar, pensar e fazer tudo diferente porque o mundo já esta diferente.”

Você acredita que vai dar certo?

 

Read Full Post »

Sim Senhor, general!

Repara só em nossa linguagem militar, para “conectar” os clientes: “Acertar o Target, impactar o alvo, cobertura total, impacto, blitz, saturação…”

Você realmente acredita que na democracia das redes sociais, em um mundo de tantas escolhas, com o poder na mão dos clientes, utilizar as velhas fórmulas do marketing dará certo?

Será que não percebemos que as fórmulas do velho marketing não funcionam no mundo conectado?

 Esse tipo de marketing- criado pelos nazistas – AINDA dá resultados?

 

Read Full Post »

“EUA, Bem-vindos ao Terceiro Mundo!” 

Uau, com este titulo a professora Rosa Brooks, inicia seu texto para o Los Angeles Times, leia a integra aqui.

E diz mais, “Não é todo dia que uma superpotência tenta se transformar em nação de terceiro mundo. Por isso, nós aqui do Banco Mundial e do FMI desejamos ser os primeiros a dar-lhes as boas-vindas à comunidade de Estados necessitados de ajuda …crise energética, uma crise de moradia, uma crise de crédito e uma crise no mercado financeiro, todos ao mesmo tempo, e acompanhadas por impressionantes níveis de corrupção e especulação.” UAU e UAU!

Acha que acabou … “Sua transição para o terceiro mundo será dolorosa. No início, vocês terão dificuldades para se acostumar com às favelas que crescerão nos subúrbios das cidades, mas com o tempo elas se tornarão parte da passagem paisagem.” UAU, UAU e UAU! 

E conclui “Apesar de nunca terem percebido, vocês já estão se preparando para este momento há anos!”

Nunca imaginei em tempos exponenciais, ver o fim de uma superpotência! Você imaginava?

Read Full Post »

O Economista Jim O’Neil criador do termo BRIC – Brasil, Rússia, Índia e China – afirmou que o Brasil entre os quatros países – É hoje o que tem melhor condições económicas-

E que a crise mundial, é um bom teste para nossos eventos ecônomicos!

Então, hoje podemos cantar “Gigante pela própria natureza, és belo, és forte impávido colosso” £¥∞ … pátria amada Brasil!!

  

Read Full Post »

Older Posts »