Feeds:
Posts
Comentários

Archive for junho \30\UTC 2007

Na nova economia nós os clientes nos tornamos os caçadores. Quatro mil brasileiros são sócios do MOMA de Nova York.

Falta de nacionalismo, pois poderiam ser sócios do MAM ou do MASP? Ou imcopetência dos museus brasileiros em ter uma presença digital relevante?

Fico com a segunda opção! 😉


Read Full Post »

O blog Macnarama do Marco Andrei, foi um dos primeiros blogs que eu acompanhei! Criado em 2005 desbravou a blogosfera Brasileira.

Marco escreveu um tempo atrás;

Gil Giardelli reclama do isolamento que o iPod causa em seus usuários, declarando o iPod como “grande ícone da sociedade imediatista e solitária”. Diz ele: “Este fenômeno está transformando as grandes megalópoles. O silêncio avança.”

Será mesmo, Gil?
Em primeiro momento, até fiquei curioso em encontrar em seu texto algum estudo ou estatística que confirmasse sua declaração, de certa maneira bastante forte. (mais…)

Read Full Post »

Eu fui um cara-pintada, tenho orgulho disso! Derrubei um corrupto – Pasmen, ele voltou depois como senador! Mas derrubamos! Invadimos as ruas. Imaginamos um país bem melhor do que esse hoje!!!

unecpi.jpgO editorial “A chulice apropriada” do Jornal Estado de São Paulo relatou “Todo cuidado é poucopara não tomar ao pé da letra o que os políticos dizem… muitos deles matêm um relacionamento difícil com a verdade.”

Observe a chocante afirmação do Senador jarbas Vasconcelos “O que não pode é o Senado ficar sangrando e, mas que isso, fedendo” referindo-se ao escandalo das vacas voadoras de Renan Calheiros ou ao troquinho de R$ 2 milhões do Senador Joaquim Roriz.

Será que não chegou a hora de toda BLOGOSFERA, independente do que você escreve fazer algum protesto!!!!! Será que os Internet Boomers não podem fazer os e-caras pintadas do século XXI? Vai lá blog, proteste … tá em nossas mãos … vale a pena!


Read Full Post »

A IBM acaba de disponibilizar o estudo “Navigating the media divide.” Diz que nós a blogosfera e a web 2.o somos os catalisadores de conflitos! E eu pregando a Humanidade 2.0 😉 Nos descobriram estamos todos lá! Você, você e você ai me lendo! Até você Joãozinho e Simone TI.

Os Blogueiros, Empresários.com, Second lifers, indecisos e poetas!

Como comunicação sem dividir não é absolutamente nada! Clique ai e enjoy, depois me conta o que achou! 😉

navigating-the-media-divide-white-paper.pdf

zebracomcavalo.jpg

Read Full Post »

O iPod e o IPhone são os grandes ícones da sociedade imediatista e solitária. Este fenômeno está transformando as grandes megalópoles. O silêncio avança.

Poluição sonora, sirenes, algazarra, camelôs e atitudes viscerais estão desaparecendo. É estranho estar no meio de tanta gente e ouvir tão pouco.

Todos os dias, eu corro para esquecer os noticiários 24 horas, discursos e entrevistas sem pé nem cabeça, escândalos dos das vacas de Renan e comoções mundiais instantâneas.

Ligo meu Ipod, escolho uma trilha sonora que condiz com a vibração da minha alma, e corro, corro e corro. No meu próprio mundo musical, no ritmo da minha trilha sonora, esqueço o mundo ao meu redor.

Em um domingo ensolarado, corri ao som de “Nos barracos da cidade” de Gilberto Gil, comecei pelo opulente Colégio Caetano de Campos, cruzei a Onipotente Catedral da Sé, a charmosa casa da Baronesa de Santos, a simplicidade do Páteo do Colégio, as cores do Viaduto do Chá e a Grandiosidade do Teatro Municipal. Percebi a dualidade de São Paulo. Rica e miserável, bela e feia, acolhedora e assustadora.

Sou da Tribo dos Fios Brancos da música. O universo na bolha. Como todo vício, existe o lado ruim, nossos olhares são um tanto vagos. As pessoas se deslocam pelo tecido social como se estivesse no piloto automático, são viajantes robotizados programados para não questionar, não falar, não ouvir. Apenas sintonizar.

Dividimos a música em partículas como a vida contemporânea. Tornamos a música secreta. Antes era um encontro social.

Entro no carro, plugo meu iPod no rádio e continuo ouvindo a mesma música que escutava no laptop. Em casa, ligo o aparelho no meu som digital como em um filme e tenho a minha própria trilha sonora, 24 horas por dia.

Quando estamos com nossos fios brancos, perdemos nossa memória.

Esquecemos das pequenas delicadezas sociais, quando outros dizem “Desculpe-me” não há resposta.

Amanhã, vou deixar meu iPod em casa, vou escutar o cantos dos pássaros, vou escutar a histeria dos camelôs no centro da cidade, a poesia da ruas e o burburinho no escritório, deixarei minha mente vagar sem destino pelos ruídos comuns dos bastidores da vida humana.

bear.gifbear.gifbear.gifbear.gif

Read Full Post »

Precisamos repensar tudo!!!!

 

Read Full Post »

Evidente, que em um mundo com tantas ambiguidades comtempôraneas, o fracasso dos Super Heróis, as incertezas mundias e o rompimento de modelos. As vezes nos esquecemos das sutilezas. Nossa sociedade substituiu o SER pelo TER.

Por isso, devemos nos lembrar do nosso passado. Os corredores de um biblioteca nos mostram nossa história, nossa humanidade, nossos devaneios e nossa evolução.

O celebre filósofo Grego Sócrates, em praças públicas ensinava à infância e a juventude o formoso ideal da fraternidade e da pratica do bem, lançando as sementes generosas da solidariedade!

Séculos depois, um grupo lança o LibraryThing
LibraryThing é um site de amantes de livros. Funciona assim, você gosta de um livro, começe a digita-lo, outros internautas que gostam também vão ajuda-lo! Já são 215.000 voluntarios anônimos e já catalogaram 15 milhões de livros.
Lá você lerá os classicos de literatura mundial, novos escritores e poderá ler sobre Sócrates.Um trecho como este;

– “Sócrates, Sócrates, os juízes te condenaram à morte …”

– “Que tem isso? – responde resignado o filósofo – eles também estão condenados pela Natureza”-

Vivemos a cada dia uma revolução digital a Era da Humanidade 2.0

gymnast_anim1.gif

Read Full Post »

Older Posts »